Suposto pouso de emergência causa pequena tensão diplomática

Publicado em: 04/04/2015

Categoria: NOTÍCIAS

Visualizações : 810

Tags: , , , , , , ,

Dois caças F/A-18C Hornet norte americanos realizaram um pouso de emergência em uma base aérea de Taiwan na tarde de ontem, dia 2 de abril.

 As aeronaves pertencem ao VMFA-323, esquadrão de caça dos Fuzileiros Navais Norte Americanos (US Marines) e que estão baseados temporariamente em Iwakuni, no Japão. O elemento realizava um voo de translado entre o Japão e Singapura, onde participaria do exercício Commando Sling em conjunto com as forças armadas do país asiático.

Segundo autoridades americanas, um dos caças começou a apresentar uma indicação de problema na pressão do óleo em um dos motores, e como precaução um pouso de emergência foi determinado. O local do pouso, a Base Aérea de Tainan, é a casa de três esquadrões de caça da Força Aérea de Taiwan, e é considerada a espinha dorsal de uma defesa do país em caso de invasão chinesa. Uma ameaça que assombra Taiwan desde 1949.

O pouso ocorreu as 13:19h sem problemas, e apesar da falha ser em apenas um dos caças, o outro o acompanhou a fim de manter a integridade do elemento. As aeronaves iriam percorrer uma distância de cerca de 4.600km, e já haviam cumprido cerca de 1.600km do trajeto quando foi determinado que realizariam um pouso de emergência.

O problema diplomático reside no fato de jatos de guerra americanos não pousarem em Taiwan desde os anos 80, em sinal de respeito a delicada relação entre o país asiático e a China. O governo da ilha se considera a China democrática e portanto autônomo em relação a China comunista, enquanto a China comunista considera Taiwan como território chinês.

O governo chinês declarou que o pouso das aeronaves americanas em Taiwan representa “um sério incidente”, e que os Estados Unidos devem respeitar o princípio de “uma única China”. O receio da China é de que os Estados Unidos passem a cooperar militarmente com Taiwan.

Outros fatores “engrossam o caldo” nessa questão do pouso de emergência. A cerca de 500km da Base Aérea de Tainan, onde os caças pousara, e a apenas 300km da costa de Taiwan está localizada uma concentração de ilhas ainda japonesas, sendo que duas delas possuem grandes aeroportos capazes de receberem os F/A-18C, como as ilhas de Ishigaki e Shimoji.

Considerando que o problema mecânico não deve ter ocorrido com as aeronaves sobre a Base Aérea de Tainan, e como reportado foi uma “frequente” indicação da pressão do óleo de um dos motores, é justo imaginar que algum tempo decorreu desde a primeira indicação de problemas e o pouso. Tempo talvez suficiente para um pouso em território japonês a fim de evitar imbróglios diplomáticos e até mesmo logísticos.

Como se isso já não bastasse, o pouso de emergência ocorre apenas dois dias depois que as forças armadas da China executavam um treinamento no Canal de Bashi com o uso de bombardeiros estratégicos H-6K, aeronaves designados para ataques nucleares estratégicos na região do Oceano Pacífico. O Canal de Bashi fica exatamente entre Taiwan e as Filipinas, no meio da rota dos F/A-18C a caminho de Singapura e a apenas 100km da base onde pousaram.

Toda essa movimentação ocorre na região das Ilhas Senkaku, que tem sido palco de uma disputa territorial entre a China, o Japão e a Coréia do Sul nos últimos anos, inclusive com a determinação por parte da China de uma Zona de Defesa e Identificação Aérea, ação essa contestada pelos outros países.

INFOGRAFICO

A decisão de pousar em Taiwan pode significar uma suave declaração diplomática norte americana de que eles estão presentes na região, e que Taiwan não está sozinho.

Quanto as aeronaves, elas foram acomodadas em um hangar da Base Aérea e um C-130 Hercules pousou mais tarde levando mecânicos e peças para realizar a manutenção do F/A-18C com problemas. Espera-se que as aeronaves continuem sua viagem para Singapura, enfrentando mais 3.000km de ida e 4.600km de volta em voo sobre o mar, mesmo após uma pane capaz de forçar um pouso tão problemático.

Portal Defesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-44933895-1