China planeja exportar novo caça stealth

Publicado em: 16/11/2014

Categoria: NOTÍCIAS

Visualizações : 2702

Tags: , , , , ,

Do Rio de Janeiro

Durante a Airshow China 2014, que ocorreu semana passada em Zhuhai, cidade a 1,900km de Pequim, a AVIC, Aviation Industry Corporation of China, apresentou um Mock-up do novo jato Stealth J-31, na escala 1:2 com a denominação FC-31. A denominação FC é utilizada pela indústria chinesa para designar os modelos de exportação das aeronaves de caça produzidas no país.

Mock-up do FC-31 apresentado na Airshow China 2014 – Foto: Jane’s

Além da apresentação deste Mock-Up, o próprio J-31 fez uma apresentação aérea durante o evento, sendo a primeira aparição pública oficial do jato que teve suas primeiras imagens registradas em 2012.

O J-31 é um caça bimotor com características Stealth e que aparentemente almeja ocupar um espaço na prateleira dos jatos de 5ª Geração no mercado mundial, assim como o F-35, apesar de ambos não possuírem empuxo vetorado. A venda do J-31, aeronave muito similar ao F-35 por sinal, pode significar uma opção para países que querem um jato moderno, “invisível” aos radares, mas não tem dinheiro ou não podem comprar um F-35 ou não podem entrar em algum outro programa similar em desenvolvimento no mundo.

A semelhança do J-31 com o F-35 é notável, apesar de o chinês ser impulsionado por duas turbinas RD-93 (por enquanto, já que se trata de uma aeronave ainda em desenvolvimento e a indústria chinesa estar desenvolvendo sua própria turbina, a WS13), e o americano por apenas uma turbina P&W F135. Acredita-se que o design do J-31 seja fruto de espionagem chinesa ao projeto americano, porém existe também a vertente que afirma que a semelhança se deve a soma dos mesmos requisitos a economia de se copiar algo que sabe-se o resultado, encurtando e barateando o desenvolvimento do caça chinês.

Entre os países onde é possível encontrar nos próximos anos o FC-31 operando, estão Paquistão e principalmente o Irã. Isso significa a entrada em operação de um jato extremamente moderno e ao que tudo indica, poderoso, em forças aéreas de países sob sanções ocidentais.

Acredita-se também que a própria China irá operar o J-31, como uma opção “Low” em conjunto com o J-20, caça também Stealth em desenvolvimento porém de maior porte, e que seria o “Hi” da Força Aérea em um regime Hi-Low-Mix.

Portal Defesa

2 Responses to China planeja exportar novo caça stealth

  1. moacir jose da silva disse:

    o dia que a engenharia no brasil entender essa tecnologia deixaremos de ser indio. Parabens aos chineses, quem sabe um dia poderemos de orgulhar da sucata que é o super tucano. uma pena 'que um telefonema da casa branca a embraer para por falta de peça. pensando bem somos indios.

  2. Mauro Miras disse:

    Essa fumaça preta, caracteristicas dos motores Russos antigos como o R33 dos migs 29. Primeiro precisam resolver o problema da motorização, depois pensar em exportar o produto. Um belo caça, agora é preciso ver se ele realmente funciona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-44933895-1