Mi-24 ucranianos são abatidos

Publicado em: 02/05/2014

Categoria: NOTÍCIAS

Visualizações : 589

Tags: , , , , , , , , , ,

Por: César A. Ferreira

A situação na Ucrânia permanece em um impasse, sendo perceptível a existência no seio do povo ucraniano da orla do Mar Negro e do Leste, uma espécie de ojeriza aos extremistas de direita que representam o governo de fato da Ucrânia. Os eventos em Odessa, onde seguidores de Bandeira tentaram tomar um prédio público, ocupando-o, e que foi na sequência incendiado matando ao menos 38 pessoas é um claro exemplo das tensões presentes nas regiões.

Após revelar falta de controle sobre o leste do país e demonstrar receio das tropas russas acantonadas do outro lado da fronteira, o governo de fato da Ucrânia aparenta, agora, coragem. E por estar com peito inflado lançou neste segundo dia de maio uma ofensiva ao redor de Slaviansk… Apesar da tentativa do governo instalado em Kiev de recuperar a cidade pelas forças das armas nacionais ucranianas, percebe-se pelo resultado, que os resistentes do leste da Ucrânia não se rendem e aparentam ter élan militar, pois mantiveram as posições ou cederam pouco terreno, provocando baixas nas forças atacantes. Entre estas as mais espetaculares foram os abates de dois helicópteros de ataque Mi-24 das forças ucranianas.

Os referidos helicópteros foram abatidos por MANPADS Igla (9K38). Viacheslav Ponomariov, o autoproclamado presidente da câmara de Slaviansk, relatou à agência Interfax o abate dos dois helicópteros com a captura de um piloto e a morte de outro. Duas aeronaves como as citadas (Mi-24) comportam 4 tripulantes. O Ministério da Defesa da Ucrânia anuncia dois militares mortos e vários outros feridos, já fontes independentesreportam 5 mortos.

 

 O piloto capturado pelos federalistas foi identificado como

Capitão Eugene Krasnokutsk. Foto: Internet – Via Rustan Bogaudinov.

 Um dos abates foi registrado em vídeo, e demonstra a falha do piloto em expor a aeronave ao uso de MANPADS. Para evitá-los, ele deveria estar a voar rente à copa das árvores.

 

 

 

Portal Defesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-44933895-1