Acidente com caça AF-1B da Marinha do Brasil (NOTAS OFICIAIS)

Publicado em: 27/07/2016

Categoria: NOTÍCIAS

Visualizações : 297

Tags: , , , , ,

(UPDATE) Do Rio de Janeiro

Um caça AF-1B da Marinha do Brasil caiu no mar durante um voo de treinamento no último dia 26 de Junho. O acidente ocorreu no litoral da Saquarema (RJ) durante uma simulação de ataque a alvos de superfície em conjunto com a Fragata Liberal (F-43).

Participavam do treinamento duas aeronaves AF-1B, de matrículas N-1001 e N-1011. Após uma passagem de ataque simulado, as aeronaves estavam se afastando da Fragata quando colidiram entre si, causando a queda imediata da aeronave N-1011. O piloto da aeronave N-1001 conseguiu manter o controle do caça após a colisão, alijou ao menos um tanque subalar e conseguiu retornar à Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, distante cerca de 40km do local do acidente.

Os primeiros relatos davam conta de que o piloto da aeronave acidentada (N-1011) havia conseguido se ejetar antes do impacto com o mar, porém essa informação não pôde ser confirmada até o momento.

A Fragata Liberal iniciou as buscas pelo piloto do caça acidentado imediatamente. E ao longo dos dias seguintes recebeu o auxílio de outros meios da Marinha, Exército, Força Aérea e Corpo de Bombeiros com aeronaves e embarcações vasculhando as praias e águas da região.

DUPLACOLI

Dois dias após a queda um pneu do trem de pouso principal da aeronave foi encontrado na Praia do Monte Alto, em Arraial do Cabo e distante cerca de 30km da área do acidente, seguido do pneu do outro trem de pouso principal dois dias depois, dessa vez na Praia do Peró, em Cabo Frio e a cerca de 50km de distância.

As buscas seguem em todo o litoral da Região dos Lagos do Rio de Janeiro, em uma região que vai de Búzios à Maricá. A Marinha vem experimentando alternativas para as buscas pela aeronave e principalmente pelo piloto desaparecido, com o emprego de equipamentos modernos como sonar rebocado e mini submarino remotamente operado (ROV’s), até métodos mais simples como uso de redes de arrasto, utilizada por pesqueiros e que pode vir a encontrar algum indício da localização da aeronave.

A Marinha tem emitido com frequência Notas Oficiais sobre as buscas a fim de esclarecer pontos importantes sobre o caso, e nós do Portal Defesa temos acompanhando de perto as informações divulgadas, na esperança de que o piloto seja encontrado e que isso possa dar um desfecho e conforto aos familiares e amigos do militar (apesar de já ter sido tornado público por outros meios, nós não divulgaremos o nome do piloto desaparecido em respeito a privacidade da família).

Seguem abaixo todas as Notas Oficiais emitidas, em ordem decrescente, sendo a relação de notas atualizada sempre que necessário.

Nota VIII

Brasília, em 16 de agosto de 2016.

A Marinha do Brasil, em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto e à aeronave AF-1B, desaparecidos no mar desde terça-feira (26/07), prosseguem de forma contínua.

O Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira” e o Navio da Petrobrás “Fugro Aquarius” permanecem no local com equipes de apoio empregando aeronaves, lanchas e viaturas, estendendo as buscas pelas praias das regiões de Maricá, Saquarema, Arraial do Cabo e Cabo Frio.

Na quarta-feira (17/08), está prevista a chegada de um barco pesqueiro que vai utilizar redes de arrasto nas buscas. A embarcação vai percorrer áreas com profundidade menor, em complemento às varreduras que estão sendo realizadas pelos demais navios.

Nota VII

Brasília, em 11 de agosto de 2016.

A Marinha do Brasil (MB), em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto e à aeronave AF-1B, desaparecidos no mar desde terça-feira (26/07), prosseguem de forma contínua, inclusive com o Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry” e o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”.

As equipes de apoio permanecem no local com emprego de aeronaves, lanchas e viaturas, estendendo as buscas pelas praias das regiões de Maricá, Saquarema, Arraial do Cabo e Cabo Frio.

Na quarta-feira (10/08) iniciou-se uma nova etapa das buscas, em parceria com a Petrobras, com a utilização do navio “Fugro Aquarius” que possui a capacidade de realizar dragagem e escavação em águas profundas. A embarcação possui, ainda, veículo submarino operado remotamente (ROV) – equipados com câmeras de vídeo e sensores. Os ROVs são operados por controle remoto e podem vasculhar espaços com condições de visibilidade restrita.

Nota VI

Brasília, em 08 de agosto de 2016.

 A Marinha do Brasil (MB), em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto e à aeronave AF-1B, desaparecidos no mar desde terça-feira (26/07), prosseguem de forma contínua.

Foram encontrados, até o presente momento, os dois pneus do trem de pouso principal da aeronave, nas praias de Monte Alto, em Arraial do Cabo, e do Peró, em Cabo Frio, o que fez com que as buscas fossem intensificadas no litoral daquela região.

No final da tarde do último domingo, o Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry” e o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira” – utilizados diuturnamente desde o início das operações de busca – saíram temporariamente da cena de ação para reabastecimento no Rio de Janeiro e retornarão à área na próxima quarta-feira.

Entretanto, as equipes de apoio permanecem no local realizando buscas, com emprego de aeronaves, lanchas e viaturas. As condições do mar de ressaca reinantes nos últimos dias têm dificultado os trabalhos; contudo, todas as praias das regiões de Maricá, Saquarema, Arraial do Cabo e Cabo Frio têm sido verificadas diariamente.

Nota V

Brasília, em 05 de agosto de 2016.

A Marinha do Brasil (MB), em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto da aeronave AF-1B, desaparecido no mar desde terça-feira (26/07), prosseguem de forma ininterrupta e, até hoje (05/08), nada foi encontrado.

Cabe esclarecer que as aeronaves AF-1 Skyhawk não possuem instalado equipamento GPS para sua localização, mas dispõem de ELT (Transmissor Localizador de Emergência) no assento ejetável, acionado automaticamente durante o processo de ejeção; e de uma Baliza de Localização Pessoal (PLB) no colete do piloto, que deve ser acionada manualmente, em caso de necessidade. Até o presente momento, não foi detectado qualquer sinal proveniente desses equipamentos.

A MB está utilizando, diuturnamente, diversos navios e aeronaves nas buscas ao piloto desaparecido e à aeronave, tendo participado, até o momento, entre outros: o Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”, as Fragatas “Constituição”, “Rademaker”, “Liberal” e “União”, os Navios-Patrulha Oceânico “Apa” e “Amazonas” e o Navio-Patrulha “Macaé”, bem como o apoio de aeronaves do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro. As condições do mar de ressaca reinantes nos últimos dias têmdificultado os trabalhos das equipes de busca e salvamento.

Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para apurar as circunstâncias do acidente e, encontra-se em andamento, os trabalhos da Comissão de Investigação de Acidentes Aeronáuticos (ComInvAAer), estabelecida com o objetivo de identificar os fatores que contribuíram para o acidente e visando prevenir novas ocorrências.

Nota IV

Brasília, em 28 de julho de 2016.

A Marinha do Brasil, em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto da aeronave AF-1B, desaparecido no mar desde terça-feira (26), prosseguem de forma ininterrupta e, até o início desta manhã (28), nada foi encontrado.
Cabe esclarecer que o exercício operativo que estava sendo realizado e as aeronaves envolvidas não tinham conexão com a segurança dos Jogos Olímpicos 2016.

Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado ontem (27) para apurar as circunstâncias do acidente envolvendo as duas aeronaves AF-1B Skyhawk, de matrículas nº 1001 e 1011. Uma Comissão de Investigação de Acidentes Aeronáuticos (ComInvAAer) também foi estabelecida, ainda no dia 26, com o objetivo de identificar os fatores que contribuíram para o acidente e visando prevenir novas ocorrências.

Nota III

Brasília, em 27 de julho de 2016.

A Marinha do Brasil (MB), em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto da aeronave AF-1B, desaparecido no mar desde ontem (26), permaneceram ao longo de toda a noite passada e prosseguem de forma contínua.

No momento, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”, que possui equipamentos adequados para a realização de buscas no fundo do mar, está se deslocando para a área do acidente.

Além de navios e aeronaves da MB, também estão sendo empregados meios do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros.

Nota II

Brasília, em 26 de julho de 2016.

A Marinha do Brasil, em complemento à Nota publicada anteriormente, informa que duas aeronaves AF-1B encontravam-se realizando treinamento de ataque a alvos de superfície com a Fragata “Liberal”, a cerca de 100 Km ao largo do litoral de Saquarema-RJ.

Durante o voo de afastamento do navio, em formatura tática, para a realização de um novo ataque, houve a colisão entre as aeronaves, com a provável ejeção do piloto e queda de uma delas no mar.

As operações de busca e salvamento foram iniciadas imediatamente com o emprego de navios, aeronaves, além de lanchas de apoio do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro. A segunda aeronave conseguiu retornar e pousar, com segurança, na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia-RJ.

Até o momento, o piloto não foi encontrado. As buscas prosseguirão pelo período noturno com o emprego de navios e aeronaves.

Nota I

Brasília, em 26 de julho de 2016.

A Marinha do Brasil (MB) lamenta informar que, na tarde desta terça-feira (26), ocorreu um acidente envolvendo uma aeronave da Força, modelo AF-1B, obrigando o piloto a se ejetar. A aeronave caiu no mar, nas proximidades de Saquarema – RJ.

A Marinha deu início às buscas pelo piloto e está prestando todo o apoio necessário à família do militar.

O acidente aconteceu quando a aeronave retornava de exercícios operativos e suas circunstâncias estão sendo apuradas.

 

 

Portal Defesa

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-44933895-1