França mantém acordo com a Rússia

Publicado em: 25/07/2014

Categoria: NOTÍCIAS

Visualizações : 994

Tags: , ,

Do Rio de Janeiro

Desapontando a Ucrânia e dando uma resposta dura à Inglaterra, a França anunciou que mantém o acordo assinado com a Rússia para a construção conjunta de dois navios da Classe Mistral, assinado em 2011.

A possibilidade do não cumprimento do contrato havia sido levantada no início do ano, assim que as tensões na Ucrânia se agravaram e a Rússia realizou ações que acabaram culminando no desmembramento da Criméia da Ucrânia e em retorno ao lado russo.

Países da Europa e os Estados Unidos começaram a olhar esta venda militar como uma maneira ideal de retaliar a Rússia. A França, porém, deveria concordar com o uso deste contrato para esse fim. O que não aconteceu.

O Primeiro Ministro Britânico, David Cameron, criticou a França na ocasião da queda do voo MH17, afirmando que a manutenção da venda destes navios para a Rússia seria algo “impensável” se fosse com a Inglaterra.

Laurent Fabius, Ministro das Relações Exteriores da França, respondeu a essa declaração no último dia 24, em um programa de televisão quando declarou: “chamei meus amigos da Grã Bretanha para conversar sobre o setor financeiro do país deles”, acrescentando que “tenho absoluta certeza de que existem muitos oligarcas russos em Londres” e que “eles primeiro deveriam olhar para seu próprio quintal antes de questionar as políticas francesas.”

Petro Poroshenko, atual Presidente da Ucrânia, declarou que está “muito desapontado” com a decisão francesa de continuar honrando o contrato, afirmando que “não se trata de dinheiro, indústria ou empregos, mas de valores.”

O primeiro navio da Classe Mistral, o Vladivostok, deve ser entregue no próximo mês de Outubro.

Portal Defesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-44933895-1