CTEx finaliza Requisitos Técnicos Básicos (RTB) para a Defesa Aérea do Exército Brasileiro.

Publicado em: 30/10/2013

Categoria: DESTAQUES

Visualizações : 876

De Campo Grande – MS

Após um ano de estudos envolvendo equipes do Centro Tecnológico do Exército; do Centro de Avaliações do Exército; do Escritório de Projetos do Exército; da Escola de Artilharia de Costa Antiaérea; da 1a Brigada de Artilharia Antiaérea; e do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército, o Centro Tecnológico do Exército(CTEx) entregou no dia 16 de outubro ao Departamento de Ciência e Teconologia (DCT) 21 documentos contendo os Requisitos Técnicos Básicos(RTB) do Sistema Operacional Defesa Antiaérea, contendo 1114 Requisitos Técnicos Absolutos, 242 Requisitos Técnicos Desejáveis e 7 Requisitos Técnicos Complementares, totalizando 1363 Requisitos Técnicos, que, adicionados aos Requisitos Operacionais Básicos (ROB) chegam a 5151 especificações, os quais dependem agora da homologação pelo Departamento de Ciência e Tecnologia para entrarem em vigor.

Equipe do CTEX e do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército – Foto: CTEx

 O Ciclo de Vida de um Produto de Defesa (PRODE) se inicia com a identificação de uma necessidade, e se estende no planejamento, desenvolvimento ou aquisição, avaliação, produção, distribuição, utilização, manutenção até seu descarte. O ponto de partida é a elaboração dos requisitos de um Produto de Defesa. Esse processo se inicia com as CONDOP, Condicionantes Doutrinárias e Operacionais, parâmetros que definem o emprego doutrinário do PRODE e o desempenho esperado do mesmo, considerando a doutrina de emprego da Força Terrestre. A partir das CONDOP, os ROB são elaborados. Esses definem as características do nível de qualidade aceitável de um PRODE, restritas aos aspectos operacionais.

A partir daí, com os ROB já definidos, são confeccionados os RTB, que tem por finalidade interpretar os ROB, estipulando o nível de qualidade aceitável de um PRODE, em termos de suas características técnicas. Além de elaborar os RTB e contribuir ativamente na elaboração dos Requisitos Operacionais Básicos, o CTEx também é responsável pelo desenvolvimento dos Centros de Operações de Artilharia Antiaérea (COAAe) e pela família de Radares (SABER M60, SABER M200 VIGILANTE e SABER M200) pertencentes ao Sistema Operacional de Defesa Antiaérea.

Estiveram presentes na cerimônia o Vice-Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, Gen Div JOÃO EDISON MINNICCELLI; o Chefe do CTEx, Gen Bda CLAUDIO DUARTE DE MORAES e o Chefe do CAEx, Gen Bda JOSÉ CARLOS DOS SANTOS.

Portal Defesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-44933895-1